4 maneiras de chegar em Foz do Iguaçu + 1 que você vai se surpreender

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

1. Avião

Voar tem sido a maneira favorita dos brasileiros. Com diversas promoções e praticidade, ir e vir de avião em Foz do Iguaçu é comum e fácil, já que temos três aeroportos internacionais pela região das três fronteiras.

Lembrando que, com a Loumar, você pode comprar pacotes completos, com passagens e hospedagem. Ou só a passagem. Confira passagens aéreas promocionais para Foz do Iguaçu.

#30tododia #congressomedicinadefamiliaecomunidade #mfc #bff #doctorlife #beardman #handsome

A photo posted by João Tavares (@joao_tavares86) on

2. Ônibus

A Rodoviária Internacional de Foz do Iguaçu também tem grande fluxo de passageiros e tem as principais companhias operando. Catarinense, Princesa dos Campos, Expresso Maringá, Pluma, Kaiowa e tantas outras. Vindo de Curitiba, são aproximadamente 10h de viagem.

3. Carro

Aos amantes da boleia, a BR-277 liga o litoral paranaense a Foz do Iguaçu. Saindo da caputal do estado, por exemplo, a média é de 7 ou 8 horas de viagem, com nove praças de pedágio (totalizando aproximadamente R$ 99 o trecho – lembrando que esse valor tem reajuste anual).

4. Carona

O método é antigo, o que muda é como pedir a carona: de dedão pra cima na beira da estrada à aplicativos. O “Bla Bla Car” é um jeito mais prático e seguro para conseguir rachar os custos da viagem. Pelo app, você consegue ver quanto será o montante e o perfil do motorista, bem como a data e horário da viagem.

Se você vier pela estrada, a gente pode reservar o hotel  em Foz do Iguaçu para você!

https://www.instagram.com/p/BHfyuFij0XU/?tagged=blablacarbr

EXTRA: Canoa

Parece piada, mas um camarada já chegou em Foz do Iguaçu de canoa: O espanhol Alvar Nuñez Cabeza de Vaca. Ele veio pelo Rio Iguaçu, em 1540, e começou a notar que a água começou a ficar mais rápida. Ao fundo, ele e toda a sua expedição viam uma fumaça – que achavam ser fogo. Decidiram, então, descobrir o que era. A sorte é que resolveram fazer isso a pé (encostaram as canoas na margem e foram caminhando até a fumaça, que era “apenas” as Cataratas do Iguaçu). Cabeza de Vaca foi o primeiro europeu e chegar às quedas.

Claro que esse “meio de transporte” fica só a título de curiosidade!

Alvar Nunes Cabeza de Vaca

BANNE-DICAS