Vai viajar? Se atente às regras de bagagem!

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Com as recentes mudanças nas regras para bagagem de mão e suas especificações, é difícil para quem não é viajante contumaz saber se os tipos e tamanhos das malas que possui se encaixam ou não na atual política praticada pelas companhias aéreas.

malas foz do iguacu

Para ajudar – só que não – em um recente comunicado, a ABEAR (Associação Brasileira de Empresas Aéreas) alertou que, desde o último dia 10 de abril, a fiscalização de bagagens de mão em vôos domésticos se começou a ficar ainda mais rígida, primeiramente com teor apenas educativo, e a partir de maio, sujeitando toda a bagagem de mão fora do padrão ao despacho compulsório, estando sujeitas a cobrança de acordo com o tipo de franquia de bagagem despachada estipulada pela companhia aérea do passageiro.

Para te ajudar a fazer uma viagem tranquila se esquivando de possíveis problemas na hora do embarque, preparamos um resumão com tudo que você precisa saber sobre bagagem de mão e bagagem despachada:

*As informações contidas neste resumo foram obtidas através das informações disponibilizadas pelas companhias aéreas em seus respectivos sites e também através do site da ABEAR (Associação Brasileira de Empresas Aéreas) em abril de 2019.

Tipos de bagagem:
Você pode levar dois tipos de bagagem para viagem: a bagagem de mão e a bagagem a ser despachada, que é transportada no compartimento de bagagens da aeronave. Os limites, que podem variar de acordo com cada companhia aérea, a aeronave utilizada e o destino final da bagagem, devem estar detalhados no contrato de transporte. Mas, em geral, o padrão adotado por grande parte das companhias aéreas no Brasil é basicamente o que está descrito abaixo:

Bagagem de mão
Todas as companhias aéreas permitem que o passageiro leve gratuitamente uma bagagem de mão em voos domésticos e internacionais.

A bagagem de mão deve ter as seguintes dimensões máximas, tanto em voos nacionais quanto internacionais: 55 cm X 35 cm x 25 cm. É preciso respeitar também o peso limite: 10 kg para voos dentro do Brasil ou que tenham o Brasil como origem ou destino. Essas regras são adotadas pela AVIANCA, AZUL, GOL e LATAM.

A PASSAREDO considera o limite de 10 kg, mas determina as seguintes dimensões máximas: 55 cm X 35 cm X 22 cm.

A MAP, empresa aérea que opera muitas linhas na região amazônica – por causa dos modelos de aeronaves que opera – tem como peso limite para a bagagem de mão 5 kg e dimensões máximas de 55 cm X 35 cm X 22 cm.

Na TAP, a bagagem de mão deve medir, no máximo, 55 cm X 40 cm X 20 cm. Quem viaja de classe econômica pode levar um volume de até 10 kg, e passageiro da executiva tem direito a 2 volumes com até 8 kg cada. Se a mala ultrapassar as especificações da companhia, o passageiro pode ter de despachá-la e pagar pelos quilos excedentes.

O que é recomendado levar na bagagem de mão?
Aconselha-se a levar na mala de mão ou na bolsa objetos frágeis, importantes, de valor econômico e sentimental ou úteis para a viagem. Por exemplo:

  • Equipamentos eletrônicos (laptop, tablet, celular, câmera);
  • Remédios, dinheiro, documentos e chaves;
  • Material para leitura ou conforto pessoal (como tampões de ouvido, máscara para cobrir os olhos, travesseiros de pescoço etc.).

É bom levar um agasalho, pois em algumas aeronaves a temperatura pode ficar relativamente baixa. Além de uma muda de roupa adequada ao clima na cidade de destino.

Itens proibidos na bagagem de mão:
Alguns objetos não podem ser transportados na bagagem de mão ou na bolsa tanto em voos nacionais quanto internacionais:

  • Armas e réplicas de armas, exceto para agentes públicos que comprovem estar realizando funções como escolta de autoridade ou atividade investigatória, por exemplo, com autorização da Polícia Federal e da Autoridade a qual representa. Passageiros que não se encaixem nesse perfil só podem transportar armas e munições como bagagem despachada (é necessário apresentar a autorização da Polícia Federal no momento do despacho).
  • Objetos pontiagudos ou cortantes (tesoura com lâminas maiores de 6 cm, canivete, navalha etc.).
  • Outros instrumentos que possam ferir (martelo, alicate, bastões etc.).
  • Substâncias tóxicas, explosivas ou inflamáveis (aerossóis, fluido de isqueiro etc.).

 

Pode levar, mas existem regras específicas:
Alguns objetos devem respeitar regras específicas para serem transportados como bagagem de mão, tanto em voos nacionais quanto internacionais:

  • Aparelhos de barbear e tesouras arredondadas devem ter lâminas menores de 6 cm.
  • Lixa de unha metálica somente sem ponta perfurante ou aresta cortante e com até 6 cm.
  • Lapiseiras e canetas tinteiro apenas menores que 15 cm.
  • Apenas um isqueiro (com gás ou fluido) por passageiro.
  • Bastão de selfie, desde que o peso e volume não excedam os limites permitidos à bagagem de mão (somando com os outros volumes).
  • Apenas em voos domésticos, pode-se levar no máximo 5 garrafas de bebida alcoólica de até um litro cada, desde que estejam lacradas, na embalagem original e tenham teor alcoólico inferior a 70%.
  • Também em voos domésticos, é possível levar até 4 unidades de spray de uso médico ou de higiene pessoal, em frascos de até 300 ml ou 300 g.

 

Pode levar, mas existem regras específicas para voos internacionais:
Existem restrições específicas para a bagagem de mão e item pessoal em voos ao exterior:

  • Não é permitido levar líquidos, géis e pastas em recipientes com mais de 100 ml de volume. Além disso, todos os líquidos e cremes abaixo desse volume devem ser armazenados com folga dentro de um saco plástico transparente vedado de até 1 litro (20 cm x 20 cm), a ser apresentado na inspeção de embarque. Só é permitida uma embalagem dessas por passageiro.
  • Líquidos adquiridos no free shop serão aceitos somente se estiverem em sacola selada, acompanhados das notas fiscais do dia do voo. No caso de conexão, consulte a loja para garantir que não terá problema na troca de aeronave.
  • Alimentos de bebê, xaropes e soros devem ser levados somente na quantidade necessária para todo o período da viagem de ida (incluindo escalas e conexões).
  • Se o voo for para os Estados Unidos, há um limite de 350 ml para substâncias em pó, seja ela o que for.

Bagagem despachada
Todas as companhias aéreas brasileiras consideram o mesmo limite de peso da bagagem despachada, válido para voos nacionais e internacionais, seja ela paga ou incluída no valor da passagem: 23 kg.

Itens que ultrapassem esse peso estão sujeitos à cobrança por excesso de bagagem.

O tamanho da mala permitido pela AVIANCA, AZUL, LATAM, MAP e TAP é de até 158 cm, somadas a largura, a altura e o comprimento. Já a GOL e a PASSAREDO especificam as seguintes dimensões como limite: 80 cm x 50 cm x 28 cm.

Quanto à franquia de bagagem, cada empresa tem suas regras. Elas são definidas de acordo com o tipo de tarifa da passagem aérea e, às vezes, com a categoria do passageiro nos programas de milhagem ou fidelidade. Confira a seguir:

AVIANCA
Voos Domésticos

  • Tarifa Promo: não incluída
  • Tarifa Economy: uma peça de 23kg
  • Tarifa Flex: duas peças de 23kg cada

Mais informações no site da AVIANCA.

 

AZUL
Voos Domésticos E Para A América Do Sul

  • Tarifa Azul: não incluída
  • Tarifa Mais Azul: uma peça de 23kg

Voos Para Eua E Europa

  • Tarifa Economy: duas peças de 23 kg cada
  • Tarifa Business: três peças de 23kg cada

Mais informações no site da AZUL.

GOL
Voos Domésticos

  • Tarifa Promo: não incluída
  • Tarifa Light: não incluída
  • Tarifa Plus: uma peça de 23kg
  • Tarifa Max: duas peças de 23kg

Voos Internacionais

  • Tarifa Promo: não incluída
  • Tarifa Light: não incluída
  • Tarifa Plus: uma peça de 23kg
  • Tarifa Premium Economy: duas peças de 23kg

Mais informações no site da GOL.

 

LATAM
Voos Domésticos, Na América Do Sul E Com Origem Ou Destino Na Europa

  • Tarifa Promo: não incluída
  • Tarifa Light: não incluída
  • Tarifa Plus: uma peça de 23kg
  • Tarifa Top: duas peças de 23kg cada
  • Tarifas Plus e Top em cabines Business e Premium Economy: três peças de 23kg cada

Voos Internacionais Com Origem Ou Destino No Caribe

  • Tarifa Promo: uma peça de 23kg
  • Tarifa Light: uma peça de 23kg
  • Tarifa Plus: uma peça de 23kg
  • Tarifa Top: duas peças de 23kg cada
  • Tarifa Plus e Top em cabines Premium Economy: três peças de 23kg cada

Outros Voos Internacionais

  • Tarifa Promo: duas peças de 23kg cada
  • Tarifa Light: duas peças de 23kg cada
  • Tarifa Plus: duas peças de 23kg cada
  • Tarifa Top: duas peças de 23kg cada
  • Tarifa Plus e Top em cabines Premium Economy: três peças de 23kg cada

Mais informações no site da LATAM.

 

MAP
Voos Domésticos

  • Todas as tarifas: total de 23 kg, que podem ser distribuídos em diferentes volumes

Mais informações no site da MAP.

 

PASSAREDO
Voos Domésticos

  • Tarifa Light: não incluída
  • Tarifa Basic: uma peça de 23kg
  • Tarifa Plus: uma peça de 23kg
  • Tarifa Top: duas peças de 23kg cada

Mais informações no site da PASSAREDO.

 

TAP
Voos Internacionais

  • Tarifa Discount: não incluída
  • Tarifa Basic: uma peça de 23kg
  • Tarifa Classic: duas peças de 23kg cada
  • Tarifa Plus: três peças de 23kg cada
  • Tarifa Executive: duas peças de 23kg cada
  • Tarifa Top Executive: três peças de 23kg cada

Mais informações no site da TAP.
*Informações obtidas nos sites das referidas companhias aéreas em abril de 2019. Tais regras podem sofrer alterações sem prévio aviso. Em caso de dúvidas, consulte sua companhia aérea.

 

Como funciona a bagagem despachada
As regulamentações e normas não estão restritas apenas às bagagens de mão, existem limites e normas também para bagagem despachada. Bagagem despachada é aquela que será entregue à companhia aérea no momento do check-in e transportada no porão do avião. Em voos domésticos ou internacionais, esse é um serviço oferecido ao passageiro e geralmente é cobrado.

Após resolução nº 400 da Anac emitida em abril de 2017, as companhias aéreas foram autorizadas a vender passagens com diferentes franquias (opções) de bagagem despachada. Ou até mesmo sem a franquia para quem não quiser o serviço. Geralmente, quando pesquisamos valores de passagem aérea nos sites de busca, o valor apresentado não inclui a franquia de bagagem despachada, portanto, fique atento.

Os valores e limites podem variar de acordo com o destino, a classe em que se viaja, o tipo de tarifa, a política da companhia aérea e o status do passageiro nos programas de relacionamento.

Lembre-se, a maioria das companhias aéreas cobra a franquia da bagagem despachada por volume, e não mais por peso.

Por exemplo: ao comprar uma franquia de 23 kg, esse limite passa a valer para apenas uma mala, e não mais para várias malas que somadas, poderiam chegar a esse peso. Sempre verifique essa informação junto à sua companhia aérea no ato da contratação do voo.

 

E se der excesso de bagagem?
Mesmo conhecendo as regras e fazendo todo o planejamento, às vezes, não conseguimos viajar com as malas dentro do peso e tamanho permitidos. Uma série de fatores pode contribuir para você exceder o limite na bagagem para viagem, principalmente aquelas bebidinhas que estavam em oferta em Ciudad Del Este, o azeite que você decidiu comprar a mais na feirinha em Puerto Iguazú, e por aí vai… não é fácil resistir a tamanha tentação. Mas o que fazer quando isso acontece e você precisa levar bagagem extra?

Para evitar transtornos e economizar nas taxas, o mais indicado é comprar a franquia de bagagem adicional antecipadamente. Contratar a franquia para a bagagem extra no momento do check-in no balcão da companhia aérea é possível, mas geralmente custa mais caro que a compra antecipada. Isso vale tanto para os voos nacionais quanto internacionais.

Vale lembrar que, antes de viajar, é sempre recomendável verificar os limites de cada empresa e saber o quanto elas cobram pelo excedente.

Sua bagagem a ser despachada não se enquadra nas especificações? Ela pode ser considerada “Bagagem Especial”.

Além da bagagem para viagem considerada “tradicional”, ou seja, aquela que se enquadra nas especificações que informamos anteriormente neste mesmo texto, se você precisa levar equipamentos maiores deve estar se perguntando como fazer isso.

É aqui em entra a definição de “bagagem especial”. São enquadrados nesta definição: instrumentos musicais, equipamentos profissionais, televisores e monitores maiores do que 26 polegadas, e artigos esportivos de grande porte ou pesados.

Cada empresa tem sua própria política para transporte de bagagens especiais. Todas permitem o despacho de certos equipamentos esportivos e instrumentos musicais. Mas é essencial checar as condições impostas por cada companhia aérea, por exemplo, alguns itens podem ter uma taxa diferenciada para despacho.

Como em alguns casos o número de itens especiais por aeronave é limitado, é importante que o contato aconteça com pelo menos 48 horas de antecedência. Quem for fazer conexão deve confirmar as normas específicas para a transferência da bagagem e fazer o comunicado da bagagem especial para a segunda companhia aérea, caso não seja a mesma utilizada para o primeiro trecho da viagem.

Extravio de bagagem? Esteja preparado para este imprevisto.
As empresas aéreas tomam todas as precauções necessárias para não haver extravios de malas, ou pelo menos, é isso que eles tentam nos fazer acreditar.

Eventuais incidentes podem ocorrer durante o transporte de sua bagagem. A priori, isso não significa que a mala foi perdida. Se ela não aparecer na esteira, você deverá procurar imediatamente um funcionário da companhia aérea antes de sair da sala de desembarque.

Como toda bagagem é identificada com etiquetas no check-in, ela pode ser rastreada e, quando encontrada, será enviada para o destino correto, seja sua residência ou o hotel onde você estará hospedado. Se não for encontrada no prazo de 7 dias (no caso de voos domésticos) ou 21 dias (voos internacionais), a companhia aérea entrará em contato em até 7 dias para procedimentos de indenização.

Quando você estiver fora de seu domicílio, eventuais despesas relacionadas ao extravio também serão reembolsadas. Mas tudo dentro dos limites estabelecidos pelo contrato de transporte que pode variar de uma companhia aérea para outra e desde que apresentados os devidos comprovantes. As companhias aéreas podem contestar o valor solicitado para reembolso, por isso, tenha em mãos notas fiscais de tudo que for adquirido em decorrência do extravio da bagagem.

 

Sua bagagem foi danificada ou violada?
Nunca saia da área de desembarque sem verificar se sua bagagem apresenta algum dano decorrente do transporte, ou ainda, se parece estar mais leve do que estava quando você a entregou no check-in, ou ainda se tiver sinais de violação. A lei diz que você tem até 7 dias para fazer uma reclamação junto à companhia aérea nacional. Mas nossa recomendação, no entanto, é que sempre que possível a reclamação seja feita antes da saída da área de desembarque. Assim, a bagagem poderá passar por inspeção e pesagem na presença de um representante da companhia aérea, evitando assim a possibilidade da mesma alegar qualquer outra possibilidade ou apontar terceiros responsáveis.

 

Resumão de dicas para evitar problemas com bagagem:

  • Documentos pessoais devem ser levados na bagagem de mão.
  • Medicamentos de uso contínuo, insulina, líquidos de dietas especiais e agulhas hipodérmicas podem ser transportados na bagagem de mão. Mas na quantidade suficiente para a duração da viagem aérea. Isso inclui apenas o voo e eventuais escalas e conexões. Porém, é necessário que estejam acompanhados de prescrição médica contendo as quantidades recomendadas para a viagem.
  • Alimentos para bebês também podem ser transportados na bagagem de mão na quantidade suficiente para uso no voo e em escalas e conexões.
  • Não transporte bagagem que não seja sua ou cujo conteúdo você desconheça.
  • Não abarrote a mala a ponto de forçar o zíper.
  • Evite viajar com a mala danificada, pois ela pode quebrar ou romper-se durante o transporte.
  • Retire os acessórios removíveis de sua bagagem antes de despachá-la. Isso porque eles podem se soltar nos momentos de manuseio e acomodação no porão da aeronave.
  • Fixe na mala uma etiqueta com seus dados pessoais (nome, telefone e endereço) e adesivos personalizados ou uma fita colorida. Isso ajuda a identificar a bagagem na esteira e evita que outro passageiro leve-a por engano.
  • Coloque uma etiqueta com os dados pessoais também dentro da mala, em local visível. Será uma segurança extra caso a identificação externa se perca.
  • Lacre o zíper da bagagem com cadeado ou lacre plástico.
  • O serviço de plastificação de malas, oferecido na maior parte dos aeroportos, é uma boa medida para proteger sua bagagem para viagem.

 

Pronto, agora é só marcar sua viagem!
Com as informações e dicas listadas acima, você está apto para viajar e seguindo todas elas, evitará transtornos antes, durante e depois do voo. Consulte esse texto sempre que achar necessário, compartilhe com sua família e amigos para que eles também possam se organizar e ter uma viagem tranquila.