Comprar iPhone no Paraguai – voltou a compensar! Confira a diferença dos preços

Na semana passada, a Apple anunciou a nova linha de iPhones, os iPhones 12. Após a apresentação dos novos aparelhos, a empresa fundada por Steve Jobs aplicou reajustes em seus produtos que tornaram até 24% mais caros no Brasil. E comprar iPhone no Paraguai… já pensou?

Com esse recente aumento em terras tupinikins, os iphones voltaram a ser mais atrativos no Paraguai, mais especificadamente em Ciudad del Este.

Confira as diferenças de preço entre Brasil e os praticados pelas revendas autorizadas pela Apple em Ciudad del Este:
(Dólar a R$ 5,85)

📱 iPhone 11 de 128gb
🇧🇷 Brasil: R$ 6.199
🇵🇾 Ciudad del Este/PY: R$ 4.650
Diferença de: R$ 1.549

📱 iPhone XR de 128gb
🇧🇷 Brasil: R$ 5.499
🇵🇾 Ciudad del Este/PY: R$ 3.802
Diferença de: R$ 1.697

E não são apenas os iPhones que estão mais baratos em Ciudad del Este. Outros produtos da Apple como os fones de ouvido e o Set-top-box da Apple também estão bem mais baratos, veja:

🎧 AirPod Pro
🇧🇷 Brasil: R$ 2.999
🇵🇾 Ciudad del Este/Py: R$ 1.310
Diferença de: R$ 1.689

📺 Apple TV HD de 32GB
🇧🇷 Brasil: R$ 1.999
🇵🇾 Paraguai: R$ 1.088
Diferença de: R$ 911

Quer saber quantos os novos iPhones chegam ao Paraguai, assista o vídeo:

 

Dê sempre preferência por comprar em lojas autorizadas pela Apple como Cellshop, Nissei, Shopping China.

Tem dúvidas sobre comprar no Paraguai? Acesse nosso grupo no Telegram.

Você sabia que a Loumar Turismo é a empresa que mais envia turistas para fazer compras em Ciudad del Este? Temos um transporte ida e volta saindo de todos os hotéis de Foz do Iguaçu. Converse com nossos Especialistas em Foz e agende o seu transporte de compras no Paraguai.

 

O roteiro da Ana Bochi em Foz do Iguaçu

Na semana passada proporcionamos à youtuber Ana Bochi e seu esposo José Alvarenga passeios para a lua de mel dos pombinhos recém casados.

Mesmo morando em Foz do Iguaçu, a Ana e o José nunca haviam feito esses passeios nas terra das Cataratas e saíram encantados com tudo o proporcionamos a eles.

Para assistir o vídeo completo dos passeios, aperta o play:

Como a própria Ana disse no vídeo, eles fizeram passeios pelo céu, terra e água. Um pouquinho das experiências de poder viajar em Foz do Iguaçu é isso: sempre se surpreender.

O #RoteiroDaAna foi composto pelos seguintes passeios em Foz do Iguaçu:

ROTEIRO DE UM DIA EM FOZ DO IGUAÇU

  • Passeio de helicóptero sobre as Cataratas do Iguaçu


A Loumar Turismo, em uma parceria de sucesso com a Helisul, te convida a sobrevoar as cataratas por toda sua extensão. A visão do alto é deslumbrante e você vai conseguir as melhores fotografias desse show da natureza. O sobrevoo permite que o visitante tenha uma noção da dimensão dessa paisagem, fazendo surgir as mais diferentes sensações.

– Duração do passeio: 10 minutos;
– Diariamente das 9h às 17h;
– O voo depende das condições climáticas e quantidade mínima de 3 pessoas;
– Valor não inclui transporte até o atrativo.

  • Dreams Park Show em Foz do Iguaçu

O Dreams Park Show é um complexo turístico localizado na Avenida das Cataratas em Foz e conta com vários atrativos, são eles:

Museu de Cera


O Museu de Cera é uma oportunidade para você mergulhar na fantasia. São mais de 90 personalidades em tamanho real. Entre elas: Elvis Presley, Tom Cruise, Amy Winehouse, Mister Bean, Frank Sinatra, Will Smith, Michael Jackson, Santos Dumont, Albert Einstein, Papa Francisco, Papa João Paulo II, além de várias outras. Tem até um cenário todinho do Star Wars! Todas elas produzidas em Londres.

Ice Bar em Foz do Iguaçu


As altas temperaturas Foz do Iguaçu estão prestes a cair com inauguração do Dreams Ice Bar, maior bar de gelo do mundo, com mais de 300 m². Além da sensação de estar dentro de uma caverna de gelo, a menos 11ºC, você vai se surpreender com os móveis e a decoração. Eles são feitos em gelo cristalino e incluem belas esculturas.

Maravilhas do Mundo

Além dos personagens do museu de cera, você poderá conhecer também miniaturas das principais maravilhas do mundo.

Vale dos Dinossauros

Os animais pré-históricos, em tamanho natural, produzem sons e têm movimentos robóticos. O maior protótipo é o Tiranossauro Rex, que mede 20 metros de comprimento por 14 de altura. Eles ficam numa área que reproduz uma paisagem de milhões de anos atrás, com rochas e floresta tropical. I

Dreams Motor Show

O Dreams Motor Show é o sétimo atrativo do Complexo. É um espaço de 2,3 mil metros quadrados com capacidade para 1 mil pessoas.

Na área externa, tem um bar temático de livre acesso aos visitantes, sobretudo para happy-hour. Dentro, um bar principal com palco para shows e dois bares de apoio.
Mas a estrela mesmo é o museu com mais de 30 modelos de motos da marca americana Harley Davidson, considerada uma religião em todo o mundo. Para os apaixonados pelo estilo único e o ronco dos motores exclusivo, será um passeio pela história do motociclismo estradeiro.

Uma das motos do acervo é a Harley Electra Glide, idealizada para o turismo há mais de 50 anos. Ela foi a primeira moto da marca a contar com partida elétrica e injeção eletrônica.

Este passeio te conduzirá a momentos únicos com a possibilidade de contemplar o encontro entre os Rios Iguaçu e Paraná, que fazem divisa entre Brasil, Argentina e Paraguai, formando a tríplice fronteira. Com tecnologia naval de última geração, o Kattamaram II é uma embarcação segura e confortável, com ambiente climatizado, solário e completo serviço de bar e restaurante, lanches e porções, uma opção indispensável para quem visita Foz do Iguaçu.

Quer reservar o roteiro da Ana e passar pela mesma experiência que o casal mais minimalista desse Brasil?

Entre em contato com nossos Especialistas em Foz do Iguaçu e reserve agora mesmo!

 

Aberto ou Fechado? Como anda Foz do Iguaçu na Retomada do Turismo

Lá se vão mais de 4 meses de quarentena causada pela pandemia do Covid-19, e nesses últimos meses, atrativos e destinos turísticos no Brasil viveram uma sequência interminável de “Tá aberto!” e “Tá fechado!”.

Tá certo, a vontade de voltar a receber turistas fez com que muitas cidades, incluindo a nossa, fizessem um esforço hercúleo para derrubar a curva de contágio, mas ela é mais persistente do que nós imaginávamos.

Agora, porém, finalmente estamos alcançando uma curva decrescente e a cidade se sente segura para dizer que podemos começar a receber (cumprindo todos os inúmeros protocolos sanitários, claro) os turistas brasileiros.

Esta semana, inclusive, tivemos a boa notícia de que o governo do Paraguai, que durante todo esse período se mostrou avesso à abertura de fronteiras, finalmente sinalizou a intenção de implantar uma re-abertura controlada, inicialmente apenas para moradores locais e, posteriormente, para turistas de todo o país. De acordo com as últimas notícias, vindas do lado de lá da ponte, essa implantação deve começar já em setembro.

Do lado de cá, vamos bem, e se você está preocupado, com viagem marcada para Foz do Iguaçu, querendo saber o que está aberto e o que está fechado, veja abaixo uma lista com os principais atrativos de Foz do Iguaçu e sua atual situação. Salve essa postagem nos seus favoritos pois estaremos atualizando essa lista sempre que o status de algum dos atrativos mudar. Leia mais

Cataratas do Iguaçu: Melhor pelo Brasil ou pela Argentina?

Você conhece as Cataratas do Iguaçu? Claro! E se você está buscando uma boa opção de turismo com muitas opções de passeios ao ar livre e contato com a natureza mas não abre mão da comodidade e da estrutura de hospedagem que as grandes cidades podem oferecer, seu destino é Foz do Iguaçu…

Obviamente, se você chegou a esse texto, provavelmente já desconfiava que sim, Foz do Iguaçu é o próximo destino que você deve visitar. Entretanto, sempre há espaço para dúvidas, principalmente quando iniciamos uma pesquisa sobre as Cataratas do Iguaçu, uma das sete novas maravilhas da natureza, que pode ser acessada por Foz do Iguaçu, sendo inclusive um dos seus principais atrativos, mas que também pode ser acessada pela cidade de Puerto Iguazú, município da província de Misiones, na Argentina.

Cataratas do Iguaçu (vista do lado Brasileiro)

Existem duas Cataratas do Iguaçu? Uma no Brasil e outra na Argentina?
Não, a Cataratas é uma só, e se chama Cataratas do Iguaçu porque está no Rio Iguaçu, um dos rios que demarca a fronteira entre Brasil e Argentina desde outubro de 1898, quando uma comissão mista, formada de brasileiros e argentinos finalizou um tratado que foi assinado por Dionísio Cerqueira enquanto ministro das relações exteriores (1896-1898).

 

Vista aérea Cataratas do Iguaçu – Garganta do Diabo entre Brasil e Argentina

As Cataratas do Iguaçu é formada por cerca de 275 quedas (pode variar de acordo com a vazão média do rio) e está dentro do Parque Nacional do Iguaçu (pelo lado brasileiro) e Parque Nacional Iguazú (pelo lado argentino). Os parques sim, são dois, embora fáceis de se confundir, já que utilizam o mesmo nome.

Pelo lado brasileiro, o Parque Nacional do Iguaçu foi criado em 10 de janeiro de 1939, possui 185.262,5 hectares, está dentro dos municípios de Céu Azul, Foz do Iguaçu, Matelândia, São Miguel do Iguaçu e Serranópolis do Iguaçu e é administrado atualmente pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Pelo lado argentino, o Parque Nacional Iguazú foi criado em 8 de outubro de 1934, possui 67.620,00 hectares, está dentro da província de Misiones e é administrado pela Administración de Parques Nacionales.

Vantagens pelos dois lados das Cataratas do Iguaçu

Embora o parque brasileiro seja quase 3 vezes maior em extensão que o parque argentino, cerca de 80% das 275 quedas que formam as Cataratas do Iguaçu se encontram dentro do território argentino, ou seja, no Parque Nacional Iguazú.

Mas se você chegou a pensar que isso representa uma desvantagem para o lado brasileiro do parque, saiba que, justamente por conta da maioria das quedas estar do lado argentino, é que o lado brasileiro é considerado aquele que proporciona a melhor visão das quedas.

Em contrapartida à melhor visão das quedas, oferecida pelo lado brasileiro, o lado argentino oferece extremo contato com a natureza. Enquanto a trilha que leva ao mirante das Cataratas pelo lado brasileiro tem pouco mais de 1.250 metros, do lado argentino, o conjunto de trilhas que levam a diversos pontos de observação das quedas soma mais de 11.000 metros de extensão. 

Cataratas do Iguaçu (vista desde o lado Argentino)

No quesito acesso, o lado brasileiro leva vantagem novamente. A entrada do Parque Nacional do Iguaçu está localizado a cerca de 17km de centro de Foz do Iguaçu e a 5km do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e não é necessário nenhum trâmite de imigração para chegar até lá.

Já a entrada do Parque Nacional Iguazú, se encontra a cerca de 7km do centro de Puerto Iguazú, porém, de Foz do Iguaçu até o parque, são cerca de 27km, e quem decide visitar o lado argentino terá que fazer os trâmites migratórios em pelo menos uma das alfândegas, ou, dependendo da nacionalidade e da idade, até mesmo nas duas.

Do lado brasileiro, o visitante conhece as trilhas de um ponto de vista diferente, vislumbrando-as de uma forma mais panorâmica, tendo a visão do todo. Do lado argentino, o visitante, hora caminha sobre as àguas, hora está caminhando lateralmente às quedas. 

A única forma de chegar até a Garganta do Diabo, uma das maiores e mais famosas quedas que compõem as Cataratas do Iguaçu, é pelo lado argentino. Pelo lado brasileiro, é possível apenas avistá-la. 

 

Entrada da trilha da Garganta do Diabo nas cataratas do lado Argentio

Qual dos dois lados das Cataratas do Iguaçu deve se visitar, afinal?

Podemos afirmar, com conhecimento de causa, que não há “lado melhor ou pior”. Ambos os parques oferecem experiências distintas que juntas, se complementam e formam uma experiência única.

Está com tempo sobrando e tem espaço em seu roteiro? Faça os dois lados!

Mas se você tiver mesmo que escolher apenas um, veja aquele que se encaixa melhor no seu roteiro.

Se você está com pouco tempo, e quer ter mais tempo para outros atrativos, a melhor opção para você é o lado brasileiro, conhecendo as Cataratas pelo Parque Nacional do Iguaçu.

Como as trilhas são bem menores, é possível conhecer as famosas quedas em pouco mais de 3 horas. Mas lembre-se, existem outras trilhas e passeios que podem ser feitos à partir do lado brasileiro. Entre elas, Trilha das Bananeiras, Trilha do Poço Preto e Macuco Safari.

O lado argentino é grande o suficiente para se cogitar dividir a visita, usando até dois dias para isso. Há sim a possibilidade de fazê-lo em apenas um dia, mas reserve o dia todo apenas para isso, já que entre deslocamento, trâmites aduaneiros e passeio, leva-se facilmente mais de 6 horas.

Ônibus que levam os turistas até as trilhas das Cataratas do Iguaçu lado Brasileiro

Seja lá qual lado escolher, tenha certeza que terá uma experiência única e inesquecível. Foz do Iguaçu oferece estrutura turística e opções para agradar todos os perfis de turistas, mas se você gosta de contato com a natureza, não deixe se separar um bom tempo para conhecer o Parque Nacional do Iguaçú e do Iguazú, e não esqueça também do Parque das Aves e do Aguaray Eco Esportes.

No próximo texto, a gente volta com mais dicas de passeios em meio a natureza. Se você tem amigos que também curtem esse tipo de passeio, não esqueça de compartilhar isso com ele. Até mais ;-)

Não conhece ainda o lado argentino das Cataratas? A Loumar Turismo, em parceria com os guias da Iguassu City Tour promoveu uma live com um Tour Virtual pelo lado argentino das Cataratas. Se você quer saber mais sobre o esse passeio, assista:

 

Para reservar esses e outros passeios em Foz converse com um dos Especialistas em Foz do Iguaçu.

 

Você sabe qual é o prato típico de Foz do Iguaçu?

Foz do Iguaçu possui uma população bastante miscigenada, que foi se formando ao longo dos anos devido a vários fatores da nossa fronteira, entre eles a construção de Itaipu e o comércio com o Paraguai – isso reflete na gastronomia consumida pelos iguaçuenses. 

Fato que atraiu muitos comerciantes de diversas etnias para nossa região. Pessoas de diferentes países e culturas que por aqui chegaram enriqueceram ainda mais nossa história em diversos aspectos. Toda essa diversidade trouxe para Foz do Iguaçu uma culinária bem diversificada. Então você se arrisca a dizer qual o prato típico de Foz do Iguaçu?

Por esse motivo é bem difícil chegar a uma conclusão a respeito de qual seria realmente o prato típico de Foz do Iguaçu, pois nossa cultura tem muitas influências, tanto da imigração dos alemães para o oeste do estado, da colônia japonesa no paraná, e também nossa proximidade com Paraguai e Argentina.

Tentando chegar a um consenso sobre o tema, no ano de 1996 foi lançado um concurso pela secretaria municipal de turismo de Foz do Iguaçu com o intuito de eleger o prato típico da cidade, no qual passaria pela avaliação de representantes da hotelaria e do Turismo local.

O prato eleito como vencedor foi o Pirá de Foz, um peixe do rio paraná o “Surubim”, acompanhado de Purê de Mandioca e arroz com espinafre.  “Pirá” significa peixe no idioma guarani, e superou  os mais de 60 concorrentes e se tornou-se o nosso prato típico. 

 

prato típico de Foz: Pirá de Foz

Pirá de Foz | foto: Uniamérica

Outras comidas típicas de Foz do Iguaçu


Apesar de ser gostoso e feito com ingredientes regionais, muitos moradores da cidade nunca o provaram, e não podemos dizer que tem uma forte ligação com a identidade da cidade. Poderíamos com certeza citar diversos pratos que são popularmente conhecidos e que poderiam facilmente ser considerados nosso prato típico.

Um deles é o Dourado Assado que por  muitos anos foi o peixe mais pescado no Rio Paraná, considerado o tigre do rio paraná é um peixe muito bonito e saboroso. Existia até uma competição por aqui chamada “Pesca ao Dourado” que fez muito sucesso, e muitos  restaurantes da cidade tinham o  peixe como seu carro chefe. Porém com a proibição da pesca ao dourado, devido estar entre as espécies ameaçadas de extinção, diminuiu os lugares onde encontrar esse maravilhoso prato da nossa culinária, mas continua na memória de muitos iguaçuenses que viveram essa época. 

Se você perguntar a qualquer morador de Foz se ele já comeu um shawarma a resposta da grande maioria será: Claro que sim! O shawarma é um lanche de carne ou frango servido no pão árabe, com salada e creme de alho. Foi introduzido pela comunidade árabe de Foz do Iguaçu e você encontra praticamente em qualquer esquina do centro da cidade, além dele existem diversos pratos da culinária árabe que também são maravilhosos.


Não teria como deixar de fora o autêntico churrasco, introduzido devido a migração gaúcha no oeste do Paraná, trouxe para a nossa região essa tradição e hoje temos diversas churrascarias que servem por aqui o autêntico churrasco gaúcho, e algumas até fazem fogo de chão, além dos Centros de Tradição Gaúcha (CTG) que contribuem ainda mais com nossa cultura e culinária.

A gastronomia de Foz do Iguaçu é tão diversificada que seria quase impossível escolher apenas um prato típico de Foz, isso que ainda nem comentamos da culinária japonesa que temos uma grande colônia, chinesa, coreana e italiana que também é muito presente em nossa cidade. Então quando viajar para Foz do Iguaçu, não deixe de provar essas delícias e nos ajude a eleger os sabores da fronteira. 

Essa e outras curiosidades sobre Foz do Iguaçu você pode descobrir no City Tour de Foz do Iguaçu.

6 MARAVILHAS DA GASTRONOMIA iguaçuense que você PRECISA experimentar

« Página Anterior